Foto: divulgação

O projeto cultural Animatéria está promovendo a produção de um curta-metragem de animação com alunos da Escola Municipal José Mamud Assan, em Poços de Caldas. Roteiro e personagens foram criados coletivamente pelos estudantes e o projeto é realizado por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Climepe Total.

A ideia do Animatéria é aproximar os participantes do cinema de animação e revelar talentos na comunidade. Realizado há sete anos, produziu diversos curtas e inclusive alguns deles participaram de importantes festivais de animação do Brasil. Os responsáveis pelo projeto são os animadores da Oficina da Terra art studio, Rosana Lovato, Anderson Almeida e Kaique Caliari, com a assessoria de imprensa da jornalista Bibi Rodriguez.

O Animatéria também acontece na Escola Padrão, onde os alunos estão começando a conhecer brinquedos ópticos, engenhocas que ajudam a entender como funciona a animação de objetos para o cinema. Rô Lovato conta que os alunos aprendem construindo. “Este mês eles produziram o Fenacistoscópio”, revela.

O Fenacistoscópio, do grego ‘espectador ilusório’, é um dispositivo inventado por Joseph Plateau para demonstrar a sua teoria da persistência na retina em 1829. Consiste em vários desenhos de um mesmo objeto, em posições ligeiramente diferentes, distribuídos por uma placa circular lisa.

Essa é apenas uma parte do projeto Animatéria. Os participantes ainda têm a oportunidade de conhecer os maiores animadores do cinema mundial e se expressarem através da sétima arte. Para acompanhar o projeto basta acessar o blog, neste link.

*Com informações da assessoria de imprensa

O post ANIMATÉRIA | Alunos de escola municipal produzem curta de animação apareceu primeiro em Poços Já – Divirta-se | Notícias de turismo, eventos, gastronomia e lazer de Poços de Caldas (MG).